Doenças Respiratórias

Qual o tratamento para Mycoplasma Pneumoniae?

Você notou que agora os canais de comunicação estão falando sobre a Mycoplasma pneumoniae? Tratamento, formas de transmissão e medidas preventivas têm sido algum dos temas pesquisados a respeito desse assunto.

Afinal, a Mycoplasma pneumoniae é uma bactéria que provoca infecção pulmonar. Os casos aumentaram em alguns países e também foram registrados aqui no Brasil. Por isso, as pessoas querem saber se essa doença é muito grave, quais são os riscos de contraí-la, o que fazer para evitá-la e assim por diante.

Então, preparamos este conteúdo para responder a essas perguntas e, principalmente, falar sobre o tratamento para Mycoplasma pneumoniae. Um spoiler: ele já existe e é eficaz! Continue lendo e confira.

O que é a pneumonia por Mycoplasma?

A pneumonia por Mycoplasma é um tipo de doença respiratória. Trata-se de uma infecção pulmonar causada pela bactéria Mycoplasma pneumoniae. Ela já circula há algum tempo em diversos países, portanto, é conhecida e tem tratamento.

Como acontece com outras infecções respiratórias, a pneumonia por Mycoplasma pode ser contraída pelo ar. Gotículas de saliva são expelidas quando as pessoas falam, tossem ou espirram. Assim, a bactéria se dissemina pelos ambientes e atinge indivíduos saudáveis, aloja-se em seu organismo e afeta os pulmões.

No entanto, o contágio também pode acontecer pelo toque da mão suja nas mucosas, assim como pelo compartilhamento de copos, talheres, beijos, entre outros meios que facilitam o contato com os fluidos corporais de uma pessoa infectada.

Como os especialistas já conhecem a Mycoplasma pneumoniae, o tratamento para a infecção respiratória que ela provoca é eficiente. Porém, nos últimos meses, a quantidade de casos aumentou no Norte e no Nordeste da China, provocando um surto da doença nessas regiões.

Em função disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) emitiu um alerta em novembro de 2023 para que os moradores dessas localidades redobrassem os cuidados. Mesmo assim, não há motivo para alarde, pois a pneumonia por Mycoplasma ocorre de forma esporádica em diversos países. Muitas vezes é endêmica; em outras, epidêmica, mas com o tratamento adequado a doença é mantida sob controle.

Como a pneumonia por Mycoplasma se manifesta?

As manifestações desencadeadas pela pneumonia por Mycoplasma são similares aos sintomas causados por outros tipos de doenças respiratórias. Afinal, há o comprometimento do funcionamento dos pulmões, e o sistema imunológico reage na tentativa de eliminar o agente patógeno.

Sendo assim, alguns sintomas muito frequentes nesse tipo de pneumonia são:

  • falta de ar;
  • dificuldade para respirar;
  • coriza nasal;
  • inflamação na garganta;
  • fraqueza;
  • cansaço;
  • febre;
  • dores musculares;
  • mal-estar geral.

Esses sintomas podem durar alguns dias ou até mesmo meses. Isso porque algumas pessoas desenvolvem um quadro mais leve, enquanto outras têm manifestações mais intensas.

Seja como for, nos quadros de infecção por Mycoplasma pneumoniae, o tratamento médico é indispensável. Reconhecer os sintomas de forma precoce é importante para dar início a ele, evitando o agravamento do caso ou possíveis complicações.

Quais são os tratamentos para pneumonia por Mycoplasma?

Quando existe suspeita de infecção por Mycoplasma pneumoniae, o tratamento precisa ser iniciado de imediato. Isso porque, como acontece com outros tipos de pneumonia, essa doença afeta os alvéolos e compromete a troca gasosa no organismo.

É por isso que a pessoa tem dificuldade para respirar. Se o quadro se tornar grave, poderá reduzir os níveis de oxigênio na corrente sanguínea, sendo essa uma situação bem preocupante.

Entretanto, as complicações e os óbitos decorrentes da pneumonia por Mycoplasma são raros. Afinal, os especialistas sabem como lidar com a bactéria. Veja a seguir quais abordagem costumam ser adotadas.

Medicamentos

Para as infecções por Mycoplasma pneumoniae, o tratamento principal é feito à base de medicamentos antibióticos. Esse micro-organismo é uma bactéria, logo, a administração de um princípio ativo de amplo espectro costuma ser suficiente para controlar a sua proliferação.

Quando a condição clínica do paciente não é grave, ele pode tomar os medicamentos em casa. O médico também poderá receitar outras substâncias para controlar sintomas como a febre e as dores. Contudo, ao iniciar o tratamento com antibióticos, a tendência é que as manifestações diminuam de forma gradativa.

Medidas complementares

As doenças respiratórias, de modo geral, costumam causar bastante indisposição por comprometerem a função respiratória. Assim, é importante dar tempo para o organismo se recuperar.

Algumas medidas complementares ajudam no processo de recuperação. Por isso, o médico também recomendará ao paciente fazer repouso, promover a hidratação do corpo e manter uma alimentação leve e nutritiva.

Os inaladores são muito bem-vindos em quadros de pneumonia por Mycoplasma. A nebulização alivia o desconforto nas vias respiratórias e ainda pode ser feita com o objetivo de administrar medicamentos. Por essa via, alcançam de forma direta os pulmões, melhorando o resultado do tratamento.

No entanto, é sempre importante seguir as recomendações do especialista para não comprometer a ação das substâncias nem prejudicar o quadro clínico.

Internação hospitalar

Nos casos mais graves de infecção por Mycoplasma pneumoniae, o tratamento precisa ser feito no hospital. A internação é recomendada quando os sintomas estão muito intensos ou quando a abordagem em casa não está surtindo o efeito esperado.

O paciente permanece em observação, recebendo medicamentos por via oral ou intravenosa, conforme sua necessidade. Se houver um grande comprometimento das funções respiratórias, ele ainda poderá receber oxigenação extra para manter o quadro estável e acelerar a recuperação.

A pneumonia por Mycoplasma também afeta crianças?

Na verdade, essa infecção respiratória costuma afetar mais as crianças com idade até 12 anos. Ou seja, elas são um grupo de risco para contrair esse tipo de doença, embora ela possa se manifestar em indivíduos de todas as idades.

Como existe uma suscetibilidade maior para o problema durante a infância, os pais precisam estar atentos aos sintomas. Vale ressaltar que, ainda que pareça ser uma simples gripe ou resfriado, é importante consultar o pediatra para ter certeza do quadro e proceder da maneira correta.

Outro detalhe importante é o fato de que as infecções respiratórias mais simples podem favorecer a pneumonia por Mycoplasma. Afinal, quando o sistema imunológico está enfraquecido, a bactéria pode se aproveitar da situação e se instalar com mais facilidade nos pulmões.

Portanto, gripes e resfriados também precisam receber o devido cuidado. Paralelamente, devemos tomar medidas para fortalecer a imunidade e evitar possíveis infecções por Mycoplasma.

Como você viu, na infecção por Mycoplasma pneumoniae, o tratamento é feito de forma simples e apresenta ótimos resultados. O mais importante é adotar medidas preventivas para preservar a saúde e buscar ajuda médica se surgirem sintomas, sempre evitando a automedicação.

Gostou das informações? Então, acompanhe nossas postagens nas redes sociais e fique por dentro de temas interessantes como esse. Estamos no Instagram, Facebook e YouTube.

Share

Sugestões de artigos

[INFOGRÁFICO] Congestão nasal: 7 dicas para aliviar

ECG portátil, MRPA e MAPA: conheça tecnologias que salvam vidas

Descubra como a tecnologia ECG portátil e os exames MRPA e MAPA estão transformando o cuidado da saúde cardiovascular!

Tudo o que você precisa saber sobre a relação entre rinite alérgica e sinusite

Você sabe a diferença existente entre rinite alérgica e sinusite? ... Tudo o que você precisa saber sobre a relação entre rinite alérgica e sinusite

Inalação e aspiração nasal: o que saber sobre o assunto

Inalação e aspiração nasal: confira, neste guia, tudo o que você precisa saber sobre esses procedimentos!